Skip to content

Palestra alerta para a importância do diagnóstico da asma na infância

11/10/2010

A asma acomete 300 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde. No Brasil, de 10 a 25% da população são asmáticos e pelo menos 10 milhões de brasileiros convivem com a forma persistente da doença. Oito em cada dez asmáticos apresentam seus primeiros sintomas antes dos seis anos de vida. Por isso, é fundamental estar alerta aos sinais da doença na infância, que podem confundir pais e até mesmo médicos.

Para debater o tema, os departamentos de Alergia, Pediatria e Pneumologia da Associação Médica de Minas Gerais (AMMG), em parceria com a Associação Brasileira de Asmáticos (Abra-MG), promoveram, no dia 5 de outubro, às 19h, na sede da AMMG, a palestra “As várias máscaras da asma na infância” A pediatra e alergologista Raquel Pitchon explicou os principais sintomas da doença nas crianças e esclareceu dúvidas de pais.

Ainda não se sabe exatamente por que uma criança desenvolve asma. Inflamação e resposta exagerada dos brônquios a vários fatores provocam os sintomas da doença. “Estudos mostram uma combinação entre genética favorável e ambiente. Sabemos que mais de 15 cromossomos influenciam no aparecimento da asma, sua evolução, gravidade e resposta aos medicamentos”, explica Pitchon. Dentre os fatores ambientais, destacam-se os desencadeantes alergênicos, como ácaros da poeira de casa, mofo e a presença de animais de pelo, além das viroses respiratórias e poluentes e irritantes ambientais, como fumo e produtos de cheiro forte.

A médica afirmou que crianças do sexo masculino ou prematuras ou de baixo peso ou que costumam chiar mesmo sem estarem resfriadas têm maior chance de se tornarem asmáticas. Filhos de pais com asma ou crianças alérgicas também fazem parte do grupo de risco. Crianças de até um ano com mães fumantes também estão entre as mais afetadas.

A asma pode se manifestar de diversas formas. “Na forma mais comum, ocorrem tosse seca intermitente ou contínua, chiado e falta de ar. Esses sintomas geralmente são desencadeados pela atividade física ou durante brincadeiras e tendem a piorar durante a noite”, explicou a alergologista pediátrica. Pitchon alertou, no entanto, que outros sintomas, menos específicos, também podem ser causados pela asma, como sensação de cansaço, distúrbios no sono, dificuldade escolares. “Os sintomas da asma não são exclusivos e podem estar relacionados a outras doenças. Assim, é preciso avaliar caso a caso para descartar outros diagnósticos”, afirma.

Identificar a asma na infância é fundamental. “A forma grave da doença pode comprometer o crescimento e o pulmão, levando a alterações que podem permanecer na vida adulta”, alertou a médica.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: